Monte Fuji : escalada e dicas para principiantes. Saiba mais! - Japão Online

Monte Fuji : escalada e dicas para principiantes. Saiba mais!

Que o Monte Fuji é a mais alta montanha da ilha de Honshu do arquipélago do Japão você já sabe, certo?

Mas por que você precisaria fazer a escalada do Monte Fuji? Bem, poderia se dizer que toda montanha faz jus de ser escalada e apreciada; que o Monte Fuji é o maior cartão postal do Japão; que é uma imagem única e reverenciada por pessoas do mundo inteiro…entre outros motivos.

Mas você tem seus próprios motivos. Por isso este artigo foi criado!

Para lhe trazer informações para que você comece a se preparar para essa aventura: a Escalada do Monte Fuji.

Monte Fuji

O Monte Fuji é um vulcão relativamente ativo e sua última erupção foi no ano de 1707. O Monte Fuji localiza-se a oeste de Tóquio, próximo à costa do oceano Pacífico, na fronteira das províncias de Shizuoka e de Yamanashi. Ele tem um formato de pirâmide ou formato de vulcão, para outros.

Muitos têm curiosidades em saber como ir ou escalar o Monte Fuji no Japão, quando, quanto se gasta, o que se deve levar, as estações de apoio existentes, entre outros fatores.

Portanto, neste artigo, você aprenderá mais sobre esses aspectos:

Vamos lá!

1 – Se escala ou se sobe o Monte Fuji?

Monte Fuji

Primeiramente, você precisa saber que não se escala o Monte Fuji e sim sobe. Porque é fácil de subir, ou seja, você não vai precisar de uma ferramenta especial para subir, mesmo sabendo que a montanha tem 3.776 metros de altura.

Outro ponto é que para a subida, é só se juntar à multidão, aos peregrinos e caminhar! As trilhas possuem estações para descanso. E completas, por sinal.

2 – Planejamento da ida ao Japão

Primeiramente, faça antes um bom planejamento de sua ida ao Japão, e de preferência de forma que consiga visitar os melhores lugares do Japão, vale a pena!

Tenha um itinerário pronto, pesquise voos mais em conta, tente reservar acomodações antes; se puder, adquira um seguro viagens, afinal, nunca de sabe!

3 – Nível de dificuldade da escalada ao Monte Fuji

Monte Fuji

Nível médio para baixo, mas é claro que depende da visão pessoal de cada um. Se você é muito sedentário, então comece a se exercitar! Mas não se preocupe muitos idosos e crianças fazem a subida numa boa.

Ah, lembre-se que há pessoas que em altitudes acima de 3000 metros, já sente falta de ar.

4 – Quando ir?

A temporada de subida do Monte Fuji costuma ser no começo de julho até meados de setembro, ou seja, durante o verão japonês. Nesse período, é permitido subir a montanha sem permissões. Basta sua disposição, certo?

Fora desse período é preciso de uma permissão ou estar acompanhado de um guia.

Mas se prepare para adiar a subida em casos de ventos fortes ou muita chuva.

5 – Forma mais em conta e prática de se chegar ao Monte Fuji

Monte Fuji

Depende do local que você esteja no Japão, mas vamos lá:

  • Da estação central de Tóquio até a estação Shinjuku: você pode tomar um trem, o que vai custar em torno de  200 Yens, e você vai gastar uns 25 minutos.
  • Do aeroporto de Haneda até a estação Shinjuku: é um trajeto mais complicado e exige uma troca de trem até chegar lá, você deverá gastar em torno de 1.050 Yens e vai gastar uns 40 minutos.
  • Da estação Shinjuku até estação Fujisan: esta fica na cidade de Fujiyoshida. Desta estação você embarca no ônibus até a Quinta Estação, local de onde você começará seu trajeto até o ponto mais alto do Monte Fuji.

Existem outras opções, claro, estas são só algumas…

6 – Em quanto tempo se sobe o Monte Fuji?

Monte Fuji

Segundo o pessoal experiente, em média, para subir o Monte Fuji leva 6 horas, e de descida 3 horas, depende de seu condicionamento físico. Sobre o horário para começar a escalada, depende de alguns fatores, como:

  • O tempo que você acredita que levará para subir;
  • A hora do por do sol ou nascer que você deseja presenciar de cima do Monte;
  • O tempo em que você deseja permanecer no alto, por exemplo, andando ao redor da cratera.

7 – Quando deve-se investir para subir no Monte Fuji

Não se paga para subir no Monte, porém, fica a critério doar cerca de 1.000 Yens como forma de contribuição para a manutenção da Montanha. É o mais recomendado!

Você irá gastar com transporte, o que depende de onde você esteja; com hospedagem, o que depende de sua preferência e orçamento disponível; mas fica em torno de 3.000 Yens por dia, e deve reservar um parte para comida.

É recomendado que se acomode próximo ao Monte Fuji, onde existem bons hotéis e albergues para aqueles que desejam economizar.

Monte Fuji8 – O que levar para subir a Montanha?

Bem, primeiramente, muita energia, pois será necessário um esforço físico. Ao longo da subida existem várias estações de apoio, onde você pode comprar algo.

  • Quanto à comida: leve o que dê para ao menos 9 horas.
  • Água: também leve o bastante para se manter hidratado ou compre ao longo do caminho.
  • Uma mochila: que dê para acomodar seus objetos, comida etc.
  • Lembre do protetor solar, óculos de sol, bota e roupa de trekking. Em algumas partes faz mais calor, então tenha roupas mais leves.
  • Gorro, luvas, capa de chuva, algum tipo de esparadrapo, caso preciso se o pé der calos (bolhas);
  • Celular, máquina fotográfica: afinal, tem que registrar o momento, pois é um lugar maravilhoso!

Finalizando, não se esqueça que montanhas são símbolos marcantes, vale a pena!

Monte Fuji

Pra terminar…

O passeio ao Monte Fuji será legal e você terá muito o que compartilhar com seus amigos…

Enfim, espera-se que este artigo tenha ajudado você a compreender mais sobre os requisitos e a aventura de subir o Monte Fuji.

E, torço para que você, muito brevemente, possa visitar o Japão e o Monte Fuji, e agora, estará mais preparado, claro!

Agora que você tem todas essas dicas, que tal começar agora a se planejar para ir subir o Monte Fuji?

Como se fala em japonês?

  • Monte Fuji: Fujisan (富士山)
  • Abertura da montanha: yamabiraki (山開き)
  • Topo da montanha: sanchou (山頂)

Até mais, quem sabe a gente se encontra lá?

Leia também: Veja 5 lugares para visitar em Tóquio

Envie seu comentário:

Você também pode gostar: